quinta-feira, 24 de janeiro de 2013

Calcanhar de Maracujá

Miíase é o nome Cientificamente da doença que é popularmente conhecida como Calcanhar de Maracujá.

É uma doença causada pela penetração da larva da mosca varejeira na pele ou em outros tecidos do indivíduo. 

Apesar do nome calcanhar essa doença pode ocorrer em qualquer parte do corpo. É popularmente é conhecida como bicheira, e quando afeta animais. 

As moscas se alojam na pele ou nas mucosas, em algum ferimento que pode ser de qualquer tamanho, provocando ulcerações. As larvas das moscas, então, se reproduzem no tecido necrosado se desenvolvendo aí. 


Os sintomas são: coceira local e dor em pontada.

Após a entrada da larva o local fica avermelhado e um pouco inchado, com um furinho no meio, por onde a larva respira. 

O nome “calcanhar de maracujá” se deve à aparência esbranquiçada com a ponta preta dos vermes que estão no calcanhar, que se assemelham a sementes de maracujá. Nos casos mais graves da doença, o calcanhar pode chegar a ficar com uma abertura de aproximadamente cinco centímetros, com as bordas arredondadas, similar à metade de um maracujá. 

A Miíase pode ser, ainda, de tipo primário ou secundário. Na miíase primária, a larva invade o tecido sadio e nele se desenvolve. Essa infestação é conhecida popularmente pelo termo “berne”. Na miíase secundária, a mosca deposita os ovos em ulcerações ou mucosas e se desenvolvem no tecido necrosado. 

O combate a essa doença consiste em prevenir e erradicar as moscas adultas antes que possam causar qualquer dano (esse método é chamado de controle de vetores). 

No meio rural é comum colocar um pedaço de bacon em cima da ferida para que a larva saia.

O calcanhar de maracujá tem cura, mas para alcançá-la é preciso seguir corretamente o tratamento proposto pelo médico e manter as moscas varejeiras longe. 

As larvas devem ser eliminadas por meio de pressão ou uso de fórceps e a ferida deve ser limpa e desinfectada. É necessário ficar atento e fazer um controle, para evitar novas infestações, mesmo depois de combatida a doença. 

Um bom método para espantá-las é utilizar a aromaterapia com óleo essencial de citronela ou de limão.

A medicina também pode utilizar estas larvas da mosca para tratar feridas necróticas, de difícil cicatrização para permitir a sua completa cicatrização. Neste caso, coloca-se propositadamente algumas larvas dentro da ferida por 24 a 48 horas para que ela se alimente do tecido necrótico e depois retira-se as larvas com auxílio de uma pinça e continua-se o tratamento de forma habitual.
Gostou? Então deixe seu comentário querido bizarrinho. Ele seráá bem vindo!

17 comentários:

  1. Nossa... vermes na carne viva, a única coisa que me dá arrepios!! =S

    ResponderExcluir
  2. Eu não sabia que as larvas da mosca se multiplicavam mas isso ocorreu pq a ingiene dele deve ser um lixo

    ResponderExcluir
  3. mas essas larvas sao para ajudar ou nao ??

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nesse caso elas são prejudiciais, mas existe um tratamento chamado a larva-terapia está virando moda no mundo com resultados impressionantes de recuperação. Esta terapia especial resulta numa impressionante "limpeza de feridas" como se fosse uma bio-cirurgia. O tratamento consiste no uso de larvas de moscas que se alimentam de tecido necrosado. Normalmente vem sendo usadas as larvas da mosca Lucilia sericata gostam exatamente daquilo que causa um problema na ferida: o tecido morto que não cicatriza. Essas larvas não possuem pequenos dentes. Elas liberam uma enzima que prepara o seu "alimento" e ainda acaba com bactérias resistentes a antibióticos.
      saiba mais em: http://carlosartes.dihitt.com.br/n/curiosidades/2009/08/11/larvas-no-tratamento-de-feridas

      Excluir
  4. Boa noite! Eu tenho um outro nome pra isso: Pessoa relaxada que não toma banho. como que a pessoa não se manca que tem uma mosca varejeira posando nela em!! mostra que ela é suja mesmo.http://bettowertcontosefatosdeterror.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  5. Um pouco é relaxamento deixar xegar nesse ponto né... Desconfiou,vai no médico,pô!

    ResponderExcluir
  6. Nojo Nojo Nojo x_x
    Credo, e também tem outro nome para isso... Relaxamento, essa pessoas não conhece a palavra "banho" não?

    ResponderExcluir
  7. Muito podre isso,so quem nao tem higiene mesmo pra percebe essa nogera

    ResponderExcluir
  8. Isso não é uma doença como foi dito no início do post. As larvas não estão aí pela falta de higiene ou algo parecido. O paciente tinha rachaduras/fissuras no calcanhar profundas que não curavam (por conta de doenças como diabetes) e foi utilizado as larvas para consumir os tecidos necrosados. Depois disso elas (as larvas) foram tiradas e o paciente se recuperou das feridas. O caso é intrigante e diferente, mas deve ser explicado pois não é falta de cuidados/higiene. Trata-se de procedimentos médicos não comuns, mas que tem sua eficácia

    ResponderExcluir
  9. essa mosca pode ter pousado em algum material com algodão gases coisas do tipo antes da pessoa fazer seu curativo e dai desenvolver isso ou não so diretamente na pele

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu acredito que não, pois as moscas depositam seus ovos em matéria organica

      Excluir
    2. q nojo essa tieica naum toma banho

      Excluir
  10. Que nojo horrível!!

    ResponderExcluir

Saudações Bizarrinhos!
*Tentem dar sua opinião sem xingar ou ofender as pessoas e comentários anteriores ao seu.
*Sejam educados ao notificar algo de errado aqui no blog, pois do mesmo jeito que você for mal educado eu serei com você.
*Não façam comentários a cerca de religião, pois eu sou ateia e muita gente que aparece aqui também é comentários desse tipo sempre geram discussões desnecessárias.